quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Trilogia - O Inferno de Gabriel



Esse é o primeiro post que resenho uma coleção. Espero que gostem da novidade!

Uma história pra ficar na memória e deixar saudades...


   Em 2014, fiz a resenha do primeiro livro da série, O Inferno de Gabriel, que simplesmente me encantou. Dos três, este permaneceu meu livro favorito. As descobertas dos personagens, os segredos, a trama, enfim, tudo foi tão rápido e tão intenso que foi de perder o fôlego. Acabou por entrar no meu top 10.

   Vou resumir a seguir brevemente o segundo e o terceiro volumes e depois analisar a história completa.





   Gabriel e Julia terminam o livro anterior na Itália muito bem, obrigado. Vivem seu tão almejado sonho após os segredos terem sido desvendados e o amor vencido todos os obstáculos.
   Julia, por fim, termina sua disciplina com o Prof. Emerson, de modo que agora ela e Gabriel não precisam mais esconder seu relacionamento. Mas os problemas éticos relacionados a isso estavam apenas começando.
   O querido casal é cercado de rivais. Ambos tiveram que deixar alguém (no caso de Gabriel, vários "alguéns") que não gostaram nada de terem sido abandonados. Logo, o pequeno grande segredos deles vem à tona, pondo em risco o emprego de Gabriel e a promissora carreira de Julia.
   Julia não está disposta a abdicar do seu amor, agora que finalmente o reencontrou e pode vivê-lo livremente. Cabe a Gabriel, portanto, a difícil decisão entre a sua carreira e a de seu amor. Se permanecer em seu emprego, Julia não poderá se formar sem que todos pensem que não obteve isso por seus próprios méritos. Se for embora, porém, terá que cortar toda e qualquer relação com ela, a fim de acabar com os boatos. Salvaria a carreira e a reputação dela, perderia seu amor.

Citação favorita:
"Não houve mais ninguém. Meus braços estavam ocupados mesmo quando eu estava sozinho. Mas, se você me dissesse que se apaixonou por outra pessoa e que estava feliz, eu a deixaria ir. Mesmo que isso fosse a minha ruína. Amarei você para sempre, Julianne, quer você me ame ou não. Este é o meu Paraíso. E o meu Inferno." (Gabriel para Julia)




   No terceiro livro da série, Gabriel e Julia estão casados, Gabriel trabalhando em outra universidade e Julia cursando o doutorado.
   Tudo parece promissor até Julia ser convidada a dar uma palestra sobre Dante com uma teoria totalmente divergente a do seu amado Prof. Emerson. Como se isso não bastasse, Gabriel fica obcecado com a ideia de ter um filho, a fim de redimir seu passado sombrio e permitir-se dar a chance de ter a família perfeita que sempre sonhou. O problema é que Julianne não quer nem sonhar em ser mãe e ter que prosseguir paralelamente ao doutorado, o que gera mais conflitos entre o casal. Essa fissura dele também os leva a uma busca por suas raízes, abrindo antigas feridas que os mais próximos lhes causaram.
   Voltam também para compor a cena alguns fantasmas do passado, mas que acabarão encontrando alvos maiores para prosseguir ao longo da história.

Citações favoritas:
"Aprender a discutir com quem você ama é uma arte, não uma ciência." (Richard para Gabriel)
"Metade de você é melhor do que qualquer outra pessoa por inteiro - sussurrou ela, ainda que apenas para si mesma." (Alisson para Paul) 

A trilogia:

   A ideia da trilogia era recriar a história de Dante ao longo do Inferno, Purgatório e Paraíso, em um contexto totalmente diferente, mas mantendo algumas de suas simbologias. Dante seria o Prof. Gabriel, com seus pecados mais obscuros, sendo resgatado por sua amada Beatriz, Julianne, do Inferno ao Paraíso. 
   O Inferno seria a vida promíscua de Gabriel sem Julia, tendo como único guia os desejos carnais e egoístas de um homem poderoso e infeliz.  Esse livro, como já dito, foi o mais intenso. Nele são apresentados e revelados os segredos mais ocultos dos personagens.
   O Julgamento seria o caminho obrigatório para a remissão, o veredito final que ditaria se haveria ou não salvação para sua vida. Julia, assim como Beatriz, não só o guiaria, como seria sua motivação para prosseguir. Esse foi o mais profundo. Um culpado colocando-se sob julgamento por amor. A amada pagando o preço de uma alma que não é sua.
   A Redenção, portanto, seria o pagamento, a condenação e a consequente remissão. Pelo Amor, o pecado seria vencido. Uma chance do autor fechar algumas pontas soltas da história. Se me permite dizer, acho que um final desnecessário, mas que o próprio autor revela nos agradecimentos que só o escreveu por insistência dos leitores. Terminaria no Julgamento.
  
   É impossível também não comparar a Trilogia com a saga Crepúsculo. Sim, infelizmente há muitas semelhanças. Assim como Edward, Gabriel é misterioso e perigoso. É inteligente, bonito, rico e entrega tudo por amor. Assim como Bella, Julia é insegura, tímida e meio louca por se envolver com um cara assim. E assim como Jacob, Paul é o coitado que, por não terem lhe contado que era só coadjuvante, tem a esperança de virar o protagonista ficando com a mocinha da história.
   E as semelhanças não param por aí. Assim como Edward deixou Bella sozinha para protegê-la, e essa foi se refugiar nos braços do Jacob, Julia também aproveita pra tirar uma casquinha do Paul bonitão na ausência de Gabriel. Julia também é órfã de mãe e, como Bella, conta apenas um pai que é o último a saber das coisas. Gabriel, como Edward, também é adotado.

   Por fim, antes de guardar os livros na estante e num lugar bem fechadinho no coração, quero só comentar sobre o Paul, meu personagem favorito. É mesmo triste essas coisas de amores não correspondidos. Era óbvio que ele era muito melhor para Julia do que o Gabriel, como é óbvio que o livro não deixaria você torcer para que o casal principal se separasse. O que prova que nem sempre o que é melhor é melhor (faz sentido?). Mas gostei que ele teve um final feliz com Alisson. O trecho que transcrevi da declaração dela é só uma amostra de como agora sim ele está com alguém que pode valorizá-lo. Que venham mais Pauls na nossa vida! E mais Alissons também!

   Enfim, uma ótima série que recomendo muito. Tenham paciência apenas os que, como eu, não gostam de apelações eróticas nos livros. Diferente do primeiro, os outros dois exploram um pouco esse terrível Fan Service que o autor lançou mão para o livro fazer sucesso, como se a bela história  não fosse por si só suficiente para ficar na nossa memória.


"Isso era parte da divina comédia - o senso de humor de Deus reforçando os mecanismos internos do universo. Pecadores ajudavam pecadores a se redimirem, fé, esperança e caridade triunfavam sobre a descrença, o desespero e o ódio, enquanto o Um que chama todas as criaturas para Si observava e sorria."


Adeus Julianne e Prof. Emerson! Obrigada pela linda história e excelente leitura!

20 comentários:

  1. Olá!
    Só falta o último para eu terminar a trilogia e realmente, é uma trilogia e tanto!

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Leitora, vai deixar saudades mesmo!
      Beijão e boa leitura!

      Excluir
  2. Gostei da história e da trilogia, não conhecia.
    vou procurar esses livros e ler eles no mês que vem, será legal. ^^
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste, Leidiana! Boa leitura!
      Um abraço

      Excluir
  3. Oi Fernanda !! Tudo bem ??
    Obrigada por visitar o meu blog linda <3
    Tudo que envolve o mundo Disney me encanta, assim como livros também !!
    Adorei conhecer o seu cantinho e já me inscrevi !!
    É uma pena que não tenha conseguido se inscrever no meu, mas as vezes em outra tentativa acabe dando certo !!
    Eu não conhecia essa trilogia, mas parece maravilhosa !! Gosto de livros assim !!
    Bjim

    Paty
    blogpatyrezende.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paty, entrei de novo no seu e agora consegui. Coisas do google...
      Que bom que gostou, espero que tenha a oportunidade de conhecer a série!
      Obrigada pela visita, seja muito bem-vinda!

      Um beijo

      Excluir
  4. Lembrei agora que eu desejei ler esse livro pela primeira vez depois que li a sua resenha de "O inferno de Gabriel", ta lá nos comentários eu dizendo isso! hahaha
    Adorei esse seu balanço sobre a história e ri com sua descrição de Paul, fiquei com dó dele tadinho kkkkk, mas quase desisti da leitura quando você compara com Crepúsculo, não que eu não goste de Crepúsculo, eu gosto, mas não acho que consigo lidar com mais mocinhas como Bella, mas quando cheguei ao fim dessa sua resenha continuei desejando conhecer mais da história, por isso vou ali aproveitar a oferta do submarino onde o box está só R$30 e adquirir meus livros, obrigada dona Fernanda por me fazer gastar dinheiro loucamente, mais uma vez! hahaha
    Amei de verdade sua resenha como sempre, vou ler os livros e depois te conto o que eu achei!

    Um beijão Fe!
    Dani Cruz
    blog-emcomum.blogspot.com.br
    Twitter - @blogemcomum / Insta - @blogemcomum / Fanpage Em Comum

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha também já fiz isso, são tantas resenhas que a gente se perde!
      Paul é meu queridinho, mas realmente, insiste em querer a protagonista. Ele é meu protagonista, pronto, Julia que fique com o Gabriel tarado...
      É, também não gostei de ter achado tantas semelhanças, acho que o autor poderia ter modificado a maioria delas e enriquecer a história com algo inédito, mas talvez tenha pensado que, por ter sido o sucesso que foi Crepúsculo, valeria a pena usar dessas semelhanças para vender também a sua série, não sei...

      Compra, sim, Dani, vou esperar sua resenha!
      Um beijão!

      Excluir
  5. Ainda não tive oportunidade de ler essa série, mas tenho curiosidade, parece ser bem envolvente e ir além do amor deles. Sua resenha ficou ótima! :D

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de "Eu te amo, você me assombra", vem conferir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, espero que tenha a oportunidade de ler sim, vai valer a pena, garanto!
      Beijos!!

      Excluir
  6. Não conhecia a triologia, parece ser boa! Adorei o post, ficou ótimo.
    www.espacegirl.com

    ResponderExcluir
  7. Lendo a resenha e a citação me deixou curiosa mais sobre o livro, parabéns pela resenha.

    Pode seguir em meu blog?

    Estou te seguindo. Obrigada. Link abaixo:

    Saboreandoasestrelas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Lu! Obrigada
      Com certeza, te encontro lá
      Beijos!!

      Excluir
  8. Oi, Fê!
    Eu estou passando para avisar que te indiquei ao Prêmio Dardos em meu blog: http://tamiresmirele.blogspot.com
    Beijo!

    ResponderExcluir
  9. Oi Fernanda, curti muito o post "triplo"! :)
    Eu já li o primeiro livro e gostei bastante... acabei comprando os outros dois em uma promoção, mas ainda não terminei a leitura. Seu post foi o incentivo que eu estava precisando para dar continuidade a essa leitura. É engraçada a sensação decorrente do "término" de alguma história e a nossa despedida dos personagens é inevitável, por isso achei o final da postagem muito apropriado! Adorei as quotes! ;)

    Até mais, beijo!

    Prólogo da Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que vc gostou, Mari! Também demorei bastante para ler os outros depois do primeiro. Foi um livro ótimo, mas acho que acabou muito bem para querermos desesperadamente saber do restante.
      Nem me fale, suspiro de saudades cada vez que vejo a série na livraria ou no meu armário... Agora é continuar com a "Transformação da Raven"!
      Um beijo, obrigada pela visita!!!

      Excluir
  10. Eu tenho os dois primeiros livros dessa coleção, gostei do primeiro mas o segundo está meio massante de terminar :/ tipo, Julianne está especialmente insuportável, e cheguei naquela parte que nada de emocionante acontece. Mas sabe o que eu verdadeiramente gosto nesse livro? É a presença constante da literatura italiana, nesse aspecto cultural é uma estória muito rica e eu adorei as analogias inteligentes feitas pelo autor ^^

    http://pequenamiia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você, Miiah, o primeiro é bem melhor mesmo, mas o segundo também tem seu encanto. Continue que vai valer a pena!
      A parte cultural da trilogia é sensacional. Eu sou suspeita para falar, sou apaixonada pela cultura italiana.
      Obrigada pela visita, volte sempre!

      Excluir

Que tal debatermos sobre esse livro?
Deixe seu comentário!